Itens no carrinho

Nenhum item no carrinho.

Total R$0,00

Finalizar compra

Continuar comprando

Curso OnlineInstalações Prediais de Esgoto Sanitário

Critérios e princípios da fundamentação e aplicação em projetos de sistemas prediais de esgoto sanitário segundo normas técnicas vigentes da ABNT.

Sobre o Conteúdo

O curso Instalações Prediais de Esgoto Sanitário apresenta:

• Principais prescrições da NBR 8160:1999: Fornecer um conhecimento mais completoaos profissionais de projetos de sistemas prediais de esgoto sanitário;
• Apresentação dos constituintes usuais dos sistemas de esgotamento sanitário,incluindo os materiais empregados e disponibilidade comercial.
• Abordagem dos sistemas prediais possíveis de serem adotados, trazendoconceitos indispensáveis para a concepção de um projeto sanitário.
• Estudo das ações sifônicas sobre os desconectores e suas implicações noprojeto: autosifonagem, sifonagem induzida, sobrepressão e retorno de espuma.
• Dimensionamento das instalações prediais de esgoto sanitário: pelo métodohidráulico (com base em vazões prováveis) e pelo método das Unidades Hunter de Contribuição(com base em pesos UHC)
• Dimensionamento de dispositivos complementares (instalações de recalque,caixas de gordura).

Conteúdo Programático

Aula 1 - Constituintes Usuais do Subsistema de Coleta e Transporte
  • Aparelhos sanitários, Desconectores, Ramais de descarga e esgoto, Tubos de queda, Subcoletores, Coletores prediais, Caixas de Gordura, Caixas de inspeção, Caixas de passagem, Poços de visita, Elementos de inspeção, Válvulas de retenção de esgoto, Caixas coletoras, Bombas de recalque de esgoto, Tubos de recalque de esgoto
Aula 2 - Constituintes Usuais do Subsistema de Ventilação
  • Tubos ventiladores primários, Colunas de ventilação, Barriletes de ventilação, Tubos ventiladores de alívio, Ramais de ventilação, Tubos ventiladores de circuito, Tubos ventiladores suplementares
Aula 3 - Sistemas Prediais de Esgotamento Sanitário
  • Sistema de queda única totalmente ventilado
  • Sistema de quedas separadas totalmente ventilado
  • Sistema de queda única sem ventilação secundária
  • Sistemas de queda única modificados
  • Sistema de queda única com dispositivos de aeração e deareação ('sovent')
  • Sistema Gustavsberg
  • Sistemas prediais de esgotamento sanitário admitidos pela NBR 8160:1999
  • Sistemas de esgotamento predial com dispositivos de admissão de ar
Aula 4 - Ações Sifônicas sobre os Desconectores - Impostas pelo Ambiente
  • Evaporação
  • Tiragem térmica e ação do vento
  • Variações da pressão ambiental
Aula 5 - Ações Sifônicas sobre os Desconectores - Determinadas pelo Uso
  • Auto-sifonagem
  • Sifonagem induzida
  • Sobrepressão
Aula 6 - Ações Sifônicas sobre os Desconectores - O Fenômeno do Retorno de Espuma
  • Origem do fenômeno
  • Medidas preventivas de projeto
Aula 7 - Dimensionamento das tubulações através do Método Hidráulico
  • Fundamentos probabilísticos dos métodos de dimensionamento
  • Vazão de contribuição de projeto
  • Dimensionamento do subsistema de coleta e transporte (tubulações horizontais e verticais)
  • Dimensionamento do subsistema de ventilação primária e secundária
Aula 8 - Dimensionamento das tubulações através das Unidades Hunter de Contribuição e Dimensionamento de dispositivos complementares
  • Dimensionamento do subsistema de coleta e transporte pelo método das Unidades Hunter de Contribuição (ramais de descarga, ramais de esgoto, tubos de queda, subcoletores e coletores prediais)
  • Dimensionamento do subsistema de ventilação pelo método das UHC (coluna de ventilação, barrilete de ventilação e tubo ventilador de circuito, tubo ventilador de alívio, tubo ventilador complementar, ramal de ventilação secundária)
  • Dimensionamento de caixas de gordura
  • Dimensionamento de instalação de recalque de esgoto (bomba de recalque, volume da caixa coletora, tempo de detenção máximo, restrições dimensionais)

Formato

  • Quantidade8aulas
  • Prazo de Conclusão60dias
  • Tempo por Aula3horas
  • Disponível24hpor dia
  • Carga Horária24horas
  • Certificado Digitalapós conclusão
  • Material Didático
  • Fórum
  • Tira Dúvidas

Professor

Sérgio Frederico Gnipper

Engenheiro Civil pela Escola de Engenharia Mauá – IMT (1981). Mestre em Engenharia Civil pela FEC – UNICAMP (2010). Atuação em Curitiba – PR nas áreas de projetos, laudos técnicos, perícia e consultoria em Sistemas Prediais Hidráulicos e Sanitários, Prevenção contra Incêndio, Gás Combustível GN e GLP, Gases Medicinais e Saneamento Básico. Autor do texto-base e secretário d...


Perguntas Frequentes

Como o conteúdo está distribuído ao longo das aulas?
O conteúdo foi organizado didaticamente a fim de facilitar o entendimento a respeito dos critérios e passos de dimensionamento necessários para realização desse tipo de projeto. Inicialmente é realizada uma fundamentação acerca dos constituintes usuais do sistema de esgoto sanitário, tais como aparelhos sanitários, desconectores, tubulações (ramais), elementos de inspeção, caixa coletora, bimbas de recalque, Tubos de queda e ventilação, entre outros. São apresentados em seguida os diferentes tipos de sistemas prediais de esgotamento sanitário possíveis, sendo eles, sistema de queda única totalmente ventilado, sistema de quedas separadas totalmente ventilado, sistema de queda única sem ventilação secundária, sistemas de queda única modificados, sistema de queda única com dispositivos de aeração e desaeração, sistema de Gustavenberg. São apresentados na sequência as informações relativas às ações sinfônicas sobre os desconectores, impostas pelo ambiente e determinadas pelo uso, além do fenômeno do retorno de espuma. Para finalizar após as fundamentações necessárias são realizados exemplos de cálculo e dimensionamento.
Quais habilidades esse curso irá me proporcionar?
• Identificar e ter domínio detalhado sobre as característica e influências no projeto dos constituintes usuais dos sistemas prediais de esgoto sanitário, sendo os principais deles: subsistema de coleta e transporte, ou seja, aparelhos sanitários, desconectores, ramal de descarga, ramal de esgoto, subcoletor, elementos de inspeção, caixa coletora, bombas de recalque de esgoto, tubos de recalque de esgoto, bem como dos constituintes usuais do subsistema de ventilação, ou seja, tubo ventilador primário, coluna de ventilação, barrilete de ventilação, tubo ventilador de alivio, ramais de ventilação e tubo ventilador de circuito • Distinguir e aplicar com propriedade no projeto aquele mais adequado entre os diferentes sistemas prediais de esgoto sanitário possíveis, ou seja, sistema de queda única totalmente ventilado, sistema de quedas separadas totalmente ventilado, sistema de queda única sem ventilação secundária, sistemas de queda única modificados, sistemas de queda única com dispositivos de aeração e deareção, sistema gustavsberg, sistema de esgotamento predial com dispositivo de admissão de ar, considerando ainda no projeto as ações sinfônicas sobre os desconectores determinadas pelo uso, situações de sifonagem induzida e sobrepressão • dominar e aplicar nos projetos os fundamentos probabilísticos dos métodos de dimensionamento disponíveis para o projeto de esgotamento sanitário predial, ou seja, efetuar dimensionamento de todo subsistema de coleta e transporte de esgoto, bem como do subsistema de ventilação a partir do método hidráulico e também com o método das unidades Hunter de contribuição.
Qual objetivo desse curso, esses conceitos necessários para projetos prediais de esgoto sanitário não estão todos na NBR 8160?
Confirmamos que o curso tem como objetivo apresentar os conceitos e determinações técnicas especificadas e estabelecidas na NBR 8160:1999, contudo a apresentação constante no curso é realizada de forma dinâmica e interativa, com uma segmentação didática estabelecida com a finalidade de facilitar o processo de aprendizagem. Todo o conteúdo é apresentado através de narração e animações constantes, em vídeos objetivos e completos, seguidos de resumos. Além disso são apresentadas tabelas, fotos, roteiros, exemplos reais de dimensionamento, tudo considerando a visão crítica do autor a respeito dos conteúdos estabelecidos na NBR. A plataforma ainda disponibiliza para download materiais como tabelas normativas, roteiros de dimensionamento e exercícios práticos, apostilamento das aulas além de viabilizar um canal através do qual é possível enviar dúvidas diretamente ao autor do curso sobre o conteúdo em estudo.
São apresentados quesitos diferenciais para realização do projetos de instalações de esgoto sanitários?
O conteúdo possui como principal fonte de embasamento a própria NBR 8160, contudo, a experiência do autor na realização de projetos, bem como, o interesse de apresentar formas inovadoras fazem com que o curso apresente em seu conteúdo sistemas e métodos de dimensionamento diferenciados com o objetivo de reduzir custos, dinamizar a produção e evitar a ocorrência de patologias nas edificações. Esses conceitos, como por exemplo a apresentação detalhada a respeito do método hidráulico de dimensionamento, permitem a realização de projetos de instalações sanitárias de alta qualidade, com metodologia e procedimentos de cálculos atuais e validados pela experiência técnica do autor.